Censura bloqueia acesso ao blog mais lido em Cuba

Blog Geração Y, que recebeu 1,2 milhão de visitas em fevereiro, e outros dois sites não podem ser vistos na ilha

Reuters,

24 de março de 2008 | 15h20

Autoridades cubanas bloquearam o acesso em Cuba ao blog mais lido do país, disse sua autora, Yoani Sánchez, nesta segunda-feira, 24. Sánchez, cujo blog Geração Y recebeu 1,2 milhão de visitas em fevereiro, disse que os cubanos não podem mais visitar a página dela e as de outros dois blogueiros do país, hospedados em um servidor alemão. Ao acessar o blog, os internautas vêem apenas um mensagem de "erro no download."   Veja também: Raúl Castro autoriza venda de computadores em Cuba"Então, os censores anônimos do nosso famélico ciberespaço tentaram me trancar em um quarto, apagar a luz e não deixar meus amigos entrarem", escreveu ela em seu blog. Sánchez diz que não consegue acessar seu blog diretamente de Cuba, o que impede novas atualizações, mas afirma ter descoberto uma maneira de driblar os censores comunistas, por meio de uma rota diferente. Aos 32 anos e graduada em linguística, ela conquistou um número considerável de leitores ao escrever sobre seu dia-a-dia em Cuba e descrever as dificuldades econômicas e restrições políticas que enfrenta. Ela critica as "vagas" promessas de mudança do novo líder, Raúl Castro, que assumiu o poder formalmente no mês passado, depois da renúncia do irmão Fidel. Segundo ela, ele deu passos mínimos para melhorar o padrão de vida dos cubanos. "Quem é o próximo na fila para ganhar uma torradeira?" era o título de um blog que satirizava a derrubada das restrições à venda no varejo de computadores, aparelhos de DVD e outros utensílios que os cubanos desejavam. Apesar da mudança, as torradeiras não serão vendidas livremente até 2010. Em um país controlado pelo Estado, sem mídia independente, Sánchez e outros blogueiros que vivem em Cuba encontraram na internet um meio de expressar-se sem amarras. "Esta rajada de ar fresco despenteou os burocratas e os censores", disse a blogueira em uma entrevista por telefone. Ela prometeu continuar com o blog. "Qualquer um com um mínimo de prática com computador sabe como contornar isso", disse. O objetivo dos censores do governo é bloquear a leitura em Cuba, onde as pessoas têm acesso restrito à internet, acrescentou."Eles assumem que não existe pensamento alternativo em Cuba, mas as pessoas vão continuar nos lendo de algum jeito", disse ela. "Nenhuma censura poderá deter as pessoas determinadas a acessar a internet", conclui.(Reportagem de Anthony Boadle)

Tudo o que sabemos sobre:
Cubablogcensura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.