Jorge Dan Lopez/Reuters
Jorge Dan Lopez/Reuters

Centenas de estudantes se manifestam no México contra aumento da violência

Jovens se concentraram na esplanada da Cidade Universitária, para formar o mapa do país com 4 mil velas acesas em protesto aos mortos da guerra dos cartéis das drogas

Efe,

18 de fevereiro de 2011 | 03h49

MÉXICO - Centenas de jovens formaram nesta quinta-feira, 17, o mapa do México com milhares de velas acesas para protestar contra o aumento da violência no país e contra a militarização no combate aos cartéis de drogas.

 

Os manifestantes, em sua maioria estudantes, marcharam por ruas do sul da Cidade do México e se concentraram à noite na esplanada da Cidade Universitária, na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), para formar o mapa do país com as velas acesas.

 

Os organizadores anunciaram que seriam acesas 31 mil delas, uma para cada um dos mortos nos últimos quatro anos em consequência da guerra dos cartéis das drogas entre si e destes com as forças federais. O objetivo, no entanto, não foi alcançado e apenas quatro mil velas foram acesas.

 

A manifestação foi convocada pela Coordenadora Metropolitana Contra a Militarização e a Violência.

 

Veja também:

linkNo México, 6 corpos são deixados em frente a comando policial

 

O México vive uma escalada de violência que em 2010 matou 15 mil pessoas, no ano mais violento entre os quatro anos do governo do presidente Felipe Calderón, que decidiu enviar 45 mil soldados e 20 mil agentes federais para combater os narcotraficantes nas zonas mais conflituosas.

Tudo o que sabemos sobre:
México, violência, protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.