Chávez agradece ao Brasil por voto a favor da Venezuela

Entrada do país no Mercosul ainda depende de votações no Plenário da Câmara e no Senado

Efe,

23 de novembro de 2007 | 03h12

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, agradeceu nesta quinta-feira, 22, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados pela aprovação da entrada da Venezuela no Mercosul. "Vamos agradecer aos deputados do Brasil, a Lula, ao chanceler Celso Amorim. Vou agradecer pessoalmente a meu amigo Samuel Pinheiro Guimarães (secretário-geral do Itamaraty), muito amigo, um intelectual brasileiro que respeito há muito tempo", disse Chávez. Em um ato com trabalhadores governistas, Chávez disse que "Lula mandou Pinheiro ao Congresso para defender a Venezuela". "Porque há alguns que dizem que a Venezuela é uma ditadura. Mas aqui não há ditadura. Eles se confundem alguns, sobretudo por causa das campanhas na mídia", afirmou o líder. A Comissão de Constituição e Justiça aprovou na quarta-feira a entrada da Venezuela ao Mercosul. Mas o tema ainda depende de votações no Plenário da Câmara e no Senado. O protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul foi assinado pelos governos dos cinco países em julho do ano passado, mas até agora só foi ratificado pelos congressos da Argentina e Uruguai.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaMercosul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.