Chávez chega à Unasul e culpa EUA por crise na Bolívia

O presidente da Venezuela, HugoChávez, voltou a acusar os Estados Unidos de tramar a queda dopresidente boliviano Evo Morales, ao chegar na segunda-feira aoChile para uma reunião de emergência entre líderessul-americanos pela crise na Bolívia. Chávez ordenou na semana passada a expulsão do embaixadornorte-americano em Caracas, em solidariedade a Morales, aliadopróximo do venezuelano, em meio a uma profunda crise políticano país mais pobre da América do Sul. "Estão tentando derrubar o presidente Evo Morales e aconspiração foi elaborada e apoiada pelo império dos EstadosUnidos", disse Chávez a jornalistas no aeroporto internacionalde Santiago. "Aqui estamos os presidentes dos governos da União deNações Sul-Americanas para discutir, debater e ouvir opresidente Morales e para tomar decisões de apoio à democraciaboliviana e à estabilidade na Bolívia", acrescentou. (Reportagem de Claudio Cerda)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.