Chávez convoca coletiva para falar sobre reféns das Farc

Presidente venezuelano promete abordar 'fórmula' para libertação dos três reféns prometidos pela guerrilha

Agências internacionais,

25 de dezembro de 2007 | 15h29

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, declarou nesta terça-feira, 25, que dará uma entrevista coletiva nesta quarta para falar sobre a libertação dos três reféns que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) haviam garantido que seriam entregues até o Natal. Segundo a agência France Presse, o chefe de governo deve falar sobre a "fórmula" para liberdade de Clara Rojas (assessora da ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt), seu filho Emmanuel, de 3 anos, e a ex-deputada Consuelo González Perdomo. Veja TambémFamília não perde esperanças no aniversário de BetancourtFotos dos filhos de seqüestrada tentam sensibilizar FarcCom Farc e Uribe pressionados, Colômbia tem ano otimistaCronologia: do seqüestro à perspectiva de liberdadeEntenda o que são as Farc Na semana passada, as Farc anunciaram a libertação dos reféns num ato de desagravo ao presidente Hugo Chávez, afastado das negociações pelo presidente colombiano Álvaro Uribe no mês de novembro. Desde então, Chávez troca declarações tensas com o presidente Uribe.  No sábado, Chávez insistiu que o governo de Uribe não quer um acordo humanitário. "Apesar de dizer que sim, eles não querem. Já tínhamos uma fórmula para libertar os reféns e o senhor presidente acabou com tudo de um dia para outro." O presidente venezuelano disse ainda que a libertação dos reféns seria "uma operação delicada, porque na Colômbia há grupos, alguns próximos ao governo ou do próprio governo, que, se pudessem, tentariam evitar um processo bem-sucedido". 

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbiaVenezuelaHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.