Chávez critica dar implante de seio a jovens

Em seu programa televisvo, o presidemte da Venezuela afirmou que essa atitude é uma obscenidade

Reuters

24 de setembro de 2007 | 19h03

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, atacou a nova moda do país de dar às adolescentes implantes de silicone quando elas completam 15 anos de idade.  "Hoje em dia as pessoas pensam assim: 'Minha filha está fazendo 15 anos. Vamos dar-lhe um implante de seios'. Isso é horrível. Isso é uma obscenidade", afirmou Chávez na noite de domingo, 23, durante seu programa semanal de televisão que durou um recorde de oito horas.  Durante o discurso, ele também atacou ícones de consumo supostamente impostos por potências ocidentais, como as bonecas Barbie, e afirmou que a população deveria abrir mão das mercadorias de que não precisam mais. Também pediu a todos para colocar objetos como ventiladores e geladeiras na praça das cidades.  "Estou apelando à consciência de vocês, pais deste país, mães deste país. Eles são nossos filhos, elas são nossas filhas", afirmou o presidente.  A Venezuela é conhecida por ter muitas candidatas vencedoras de concursos de beleza internacionais, mas Chávez tenta mudar essa imagem. O país também acalenta um forte ímpeto consumista desde o boom do petróleo, na década de 1970.

Tudo o que sabemos sobre:
Chavézsilicone

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.