Chávez diz que deseja normalizar relações com os EUA

Declaração foi feita ao embaixador dos EUA na Venezuela, Patrick Duddy, ao fim de desfile militar

EFE,

06 de julho de 2008 | 16h50

O líder da Venezuela, Hugo Chávez, disse que deseja normalizar as relações com os Estados Unidos, "ganhe quem ganhar" as próximas eleições presidenciais do país, segundo uma nota divulgada neste domingo, 6, pelo Ministério de Comunicação Venezuelano. A declaração foi feita por Chávez ao embaixador dos EUA na Venezuela, Patrick Duddy, ao fim do desfile militar realizado no sábado, em comemoração ao 197º aniversário da independência do país. Chávez disse que gostaria voltar aos tempos em que, apesar das diferenças ideológicas, havia respeito e um contato mais fluído com os representantes diplomáticos de Washington, e citou o caso de John Maisto, embaixador na Venezuela entre 1997 e 2000. "Fazíamos reuniões, conversávamos. É preciso trazer esta situação de volta (...) lutar contra o narcotráfico e a delinqüência internacional", expressou Chávez. Ao referir-se às eleições presidenciais americanas, o governante venezuelano disse que o principal é que o diálogo possa ser retomado. "Ganhe quem ganhar, espero que possamos nos sentar para conversar. Eu o fazia com (Bill) Clinton", disse Chávez a Duddy, segundo a nota oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChavezVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.