Chávez diz que inscreverá candidatura à Presidência em junho

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, garantiu nesta segunda-feira que vai inscrever sua candidatura pela reeleição no prazo estabelecido pela autoridade eleitoral, respondendo às dúvidas sobre sua capacidade para liderar a intensa campanha enquanto luta contra o câncer.

REUTERS

21 Maio 2012 | 21h58

O líder socialista, que apareceu somente duas vezes ao vivo na televisão oficial desde meados de abril, disse em uma ligação telefônica com líderes do partido que sua candidatura será inscrita entre 1o e 11 de junho, conforme determinado pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

"Temos tido sucesso, apesar dos erros cometidos, esquentando os motores no segundo semestre de 2011. Vamos encerrar a fase de pré-campanha com sucesso, em julho começa a campanha. Tenho uma grande fé, uma certeza, de que vamos ter uma gigantesca vitória popular", disse o militar aposentado.

O presidente voltou a criticar o candidato único da oposição, Henrique Capriles, e o acusou de tentar imitar o modelo socialista para subir nas pesquisas.

"A direita não tem ido bem com seu candidato ... o programa da direita não é apresentável", declarou Chávez.

Enquanto Capriles realiza uma longa e extenuante série de visitas casa por casa, o comando da campanha de Chávez faz frequentes atos de massas sem se importar que Chávez tem estado ausente pelo tratamento de radioterapia que recebeu recentemente em Cuba.

Quase todas as pesquisas dão a Chávez vantagem por vários pontos sobre Capriles na intenção de voto, embora com disparidades sobre a margem de diferença.

(Reportagem de Mario Naranjo)

Mais conteúdo sobre:
VENEZUELA CHAVEZ CANDIDATURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.