Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Chávez diz que ministro colombiano põe obstáculos à paz

O presidente venezuelano, Hugo Chávez,acusou na terça-feira o ministro de Defesa da Colômbia de pôrobstáculos no caminho para a paz e a normalização das relaçõesdiplomáticas na região andina, após a recente crise envolvendoCaracas, Quito e Bogotá. Chávez disse que alguns veículos de imprensa e autoridadescolombianos, como o ministro de Defesa, Juan Manuel Santos,seguem instruções de Washington para reavivar o conflito naregião, originado pelo ataque do Exército colombiano a umacampamento guerrilheiro em território equatoriano. "Que dano está causando o ministro Santos ao governo daColômbia e às tentativas que estamos fazendo pela paz. Ele éuma ficha do governo dos Estados Unidos e dos falcões daguerra", disse o presidente em encontro com correspondentesestrangeiros. Santos voltou a justificar, na semana passada, a incursãocolombiana no Equador para atacar "um local de terroristas", oque causou mal-estar no governo equatoriano. O presidente venezuelano considerou "muito urgente" anecessidade de reunir-se com seu colega colombiano, AlvaroUribe, a quem pediu que "reflita" sobre a atitude e as ações doministro de Defesa. A Venezuela, que retirou sua delegação diplomática deBogotá no início da crise, ainda não designou um novoembaixador e Chávez disse que a posição do ministro Santosfreia o restabelecimento pleno das relações com o vizinho. "As declarações de Santos são um golpe direto na intençãode restabelecê-las e também nos preocupam, nos deixam tensos enos freiam um pouco", declarou Chávez. (Reportagem de Ana Isabel Martínez)

REUTERS

25 de março de 2008 | 17h54

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZSANTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.