Chávez diz que perdeu contato com Farc após ataque no Equador

O presidente venezuelano, Hugo Chávez,disse na terça-feira que perdeu contato com a guerrilha ForçasArmadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) depois do ataque, noinício do mês, de tropas colombianas a um acampamento daguerrilha em território equatoriano. A Colômbia acusa Chávez de financiar as Farc, segundodocumentos encontrados no computador do número dois daguerrilha, Raúl Reyes, que morreu no bombardeio junto a outras23 pessoas, incluindo um equatoriano e quatro mexicanos. A incursão militar provocou uma grave crise diplomáticaentre Bogotá, Quito e Caracas. "Não recordo exatamente o último contato com as FARC, foium pouco antes do ataque ao acampamento de Reyes no Equador",disse Chávez num encontro com correspondentes estrangeiros. "Estávamos trabalhando (...) conseguimos a libertaçãopoucos dias antes (...) de quatro compatriotas colombianos.Isso (foi) em 27 de fevereiro, e em 1o de março foi o ataque(...) Esse foi o último contato que tivemos, depois tudo issose complicou." Chávez explicou que devido ao incidente não tem informaçãoda ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, em poder dasFarc há mais de seis anos, e pediu a Uribe que colabore parareativar os contatos. "Não temos notícias de Ingrid (Betancourt). Já disse queperdemos os contatos, o traslado, não sabemos de nada", disse opresidente venezuelano. (Reportagem de Deisy Buitrago)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.