Chávez diz que pesquisa lhe dá vitória em referendo de reeleição

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na quinta-feira que uma recente pesquisa apontou a vitória do "sim" à sua proposta de eliminar os limites para a reeleição presidencial. O tema será levado a referendo no próximo dia 15. Em entrevista à TV pública, Chávez divulgou pesquisa feita no dia 2 pelo instituto Ivad em que a proposta chavista tem vantagem de oito pontos percentuais sobre o "não". Além disso, segundo o presidente, 52,7 por cento preveem que Chávez vencerá o referendo, o que lhe permitiria se candidatar novamente a presidente em 2012. Outros 33,6 por cento estariam antevendo uma vitória do "não." Ainda segundo Chávez, o "sim" tem 47,5 por cento das intenções de voto, contra 39,5 por cento para o "não." Eliminando os indecisos, o "sim" fica com 54,6 por cento, contra 45,4 para o "não." Chávez afirmou que o resultado da pesquisa incomodou seus adversários, e que por isso alguns grupos estariam tentando desestabilizar o país. "Há setores aqui enlouquecidos, então, porque esta é a tendência... a tendência é de um aumento permanente do 'sim' em todas as medições", disse. Sem esclarecer aspectos técnicos da pesquisa, Chávez disse que a segurança pública continua sendo uma das maiores preocupações da população. O presidente anunciou que o governo reforçará as medidas de segurança para evitar sabotagens contra o referendo, nas quais alguns militares estariam envolvidos. "Estão presos na Direção de Inteligência Militar dois capitães da Guarda Nacional, porque, sim, alguns militares, uma minoria ínfima, mas, estão aí nas fileiras. É perigoso." (Por Fabián Andrés Cambero)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.