Ariana Cubillos/AP
Ariana Cubillos/AP

Chávez diz que pode abrir mão de poderes especiais em cinco meses

Presidente ganhou permissão do Congresso para legislar por decreto até meados de 2012

REUTERS

15 de janeiro de 2011 | 17h04

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse neste sábado que poderia reduzir de 18 para 5 meses o prazo em que gozará de poderes especiais para legislar, se forem implementadas as leis necessárias para atender aos desastres causados por graves inundações no país.

 

"Eu sou capaz de solicitar à Assembleia Nacional uma derrubada dessa lei", afirmou Chávez em discurso no Congresso. "Em cinco meses nós poderemos fazer todas as leis para enfrentar essa situação de emergência."

Em meados de dezembro, a Assembleia Nacional de maioria chavista outorgou a Chávez poderes especiais para legislar até meados de 2012, justificados na necessidade de atender a emergência suscitada por fortes chuvas que afetaram o país.

A norma gerou protestos da oposição, que qualificou o presidente de ditador. Segundo os antichavistas, a medida visa driblar a perda da maioria qualificada do governo no novo Parlamento, que tomou posse este mês.

(Por Diego Oré)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZ*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.