Chávez diz que respeitará resultado eleitoral se perder

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta sexta-feira que se um candidato da oposição vencer a eleição presidencial deste ano, ele será o primeiro a reconhecer a vitória do rival e entregar o poder.

DANIEL WALLIS, REUTERS

13 de janeiro de 2012 | 21h49

Os críticos mais extremos do controverso líder socialista sul-americano sugerem que ele poderá se recusar a aceitar os resultados se perder o pleito de 7 de outubro.

Em seu discurso anual do estado da nação ao Parlamento, Chávez, de 57 anos, pediu que os líderes da oposição se comprometam publicamente a respeitar o resultado da votação.

"Eu reconheço que a oposição está fazendo um grande esforço... se algum de vocês vencer a eleição, eu seria o primeiro a reconhecer, e peço o mesmo de vocês", disse Chávez.

"Vamos mostrar ao mundo a maturidade política que conquistamos nesses anos de revolução democrática."

Chávez foi do palácio presidencial Miraflores à Assembleia Nacional numa limusine aberta, com guarda-costas correndo ao lado e seguido por uma multidão de simpatizantes vestidos de vermelho.

A corrida eleitoral deste ano deve ser a mais dura para Chávez em seus 13 anos no poder. Ele passou por uma cirurgia contra um câncer em junho e quatro rodadas de quimioterapia. Uma nova oposição unida considera essa eleição a melhor chance de vencê-lo.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZRESPEITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.