Chávez expressa apoio ao governo da Líbia

Presidente venezuelano ressaltou, no entanto, que não aplaude as decisões tomadas por seus aliados no mundo

Reuters

26 de fevereiro de 2011 | 10h21

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, expressou na sexta-feira seu apoio ao governo da Líbia e pediu paz no país que enfrenta uma semana de protestos. Ele ressaltou, no entanto, que não aplaude as decisões tomadas por seus aliados no mundo.  

Chávez, que afirmou ser amigo do líder líbio Muamar Kadafi, assim como de outros presidentes, manifestou preocupação com as manifestações em alguns países com risco de guerras civis, como o caso da Líbia.

"Não posso dizer que apoio, ou estou a favor, ou aplaudo qualquer decisão tomada por qualquer amigo meu em qualquer parte do mundo, não...mas nós sim apoiamos o governo da Líbia", disse Chávez na noite de sexta-feira, em declarações transmitidas pela TV estatal.

"Não pude falar com Kadafi todos estes dias", completou ele.

A Líbia vive uma crise política. Manifestantes pedem a saída de Kadafi, no poder há 41 anos, e têm sido reprimidos de forma violência, gerando críticas da comunidade internacional.

Na quinta-feira, Chávez, que reforçou os laços diplomáticos e comerciais com Kadafi, comentou em sua conta na rede social twitter: "Viva a Líbia e sua Independência! Kadafi enfrenta uma guerra civil!!".

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELALIBIAAPOIOChavezKadafi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.