Chávez facilita narcotráfico, diz chefe antidrogas dos EUA

Segundo John Walters, presidente venezuelano é negligente no combater ao tráfico de drogas

Luis Jaime Acosta, da Reuters,

20 de janeiro de 2008 | 16h02

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, está se tornando um grande facilitador do narcotráfico de cocaína na Europa e outras partes do hemisfério por sua negligência em combatê-lo, afirmou o chefe do departamento antidrogas dos Estados Unidos, John Walters.  Veja também:Chávez se defende de acusações de colaborar com o tráfico  Trata-se do pronunciamento mais forte de um membro do governo de Washington contra Chávez, que em 2005 suspendeu um acordo de cooperação com a Agência Antidrogas dos EUA (DEA), a quem acusou de espionagem.  "Num ponto no qual a negligência se torna cumplicidade, é uma política ativa não intervir nem tomar posição neste problema. Vai mais além do não posso fazer ou não vou fazer. E não vou fazer significa estar conivente", afirmou Walters numa entrevista à Reuters.  "Creio que é o momento de enfrentar o fato de que o presidente Chávez está se convertendo num grande facilitador do tráfico de cocaína na Europa e outras partes deste hemisfério", acrescentou Walters, durante visita oficial à Colômbia.  A declaração chega enquanto as relações diplomáticas entre Colômbia e Venezuela atravessam seu pior momento em anos, pelo pedido de Chávez para que se retire as guerrilhas das Farc e ELN da lista de organizações terroristas e lhes seja concedido o reconhecimento político e estado de beligerância.  Segundo os EUA, a Venezuela se tornou nos últimos anos a principal rota para tráfico e envio ilegal de drogas da Colômbia para a Europa.  A Venezuela apareceu em 2007 pelo terceiro ano consecutivo como país que "fracassou" na luta contra as drogas numa lista do Departamento de Estado dos EUA.  Por sua posição geográfica, a Venezuela é considerada um ponto estratégico do tráfico de drogas entre os EUA e Europa desde sua vizinha Colômbia, o maior produtor mundial de cocaína, com 610 toneladas anuais.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezVenezuelaNarcotráfico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.