Palácio de Miraflores/Reuters
Palácio de Miraflores/Reuters

Chávez nacionaliza empresa local de balsas

Empresa já havia sofrido sanções no passado por parte do órgão estatal de proteção ao consumidor

REUTERS

27 Setembro 2011 | 09h23

CARACAS - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, nacionalizou uma empresa local de balsas na segunda-feira, 26, na sua mais recente ação para colocar mais setores da economia da Venezuela sob controle do Estado socialista.

A empresa Conferry, que opera balsas para a ilha Margarita, já sofreu sanções no passado por parte do órgão estatal de proteção ao consumidor devido a atrasos, falhas técnicas e repetidas reclamações de usuários.

"Basta. Isso é um desastre. Vamos nacionalizá-la... A segurança de nosso povo que viaja para Margarita é mais importante", disse Chávez por telefone à televisão estatal.

Autoridades da empresa não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

A Conferry era controlada por uma família rica e começou a operar em 1959. Possui três embarcações, sendo que apenas duas são operacionais, que partem de Puerto La Cruz e La Guaira.

Desde que assumiu o poder em 1999, o líder socialista de 57 anos já nacionalizou grandes projetos petrolíferos, mineradoras e bancos.

Chávez se recupera da quarta sessão de quimioterapia para tratar um câncer, mas prometeu que vai vencer a eleição presidencial em outubro de 2012, para um novo mandato de seis anos.

Mais conteúdo sobre:
VENEZUELA CHAVEZ NACIONALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.