Chávez não tomará posse na quinta-feira, diz governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, não poderá estar em Caracas em 10 de janeiro para tomar posse de um novo mandato devido a complicações pós-operatórias que enfrenta depois de uma cirurgia contra um câncer, disse o governo venezuelano nesta terça-feira em carta enviada ao Parlamento.

Reuters

08 de janeiro de 2013 | 19h28

No documento, o governo pede que Chávez receba autorização para prestar juramento diante do Tribunal Supremo de Justiça do país, como estabelece o artigo 231 da Constituição, sem precisar em qual data isso aconteceria.

"O comandante presidente pede para informar que, de acordo com as recomendações da equipe médica... o processo de recuperação pós-cirúrgica deverá se estender para além do dia 10 de janeiro", afirmou a carta enviada pelo vice-presidente, Nicolás Maduro.

A Constituição venezuelana indica que o mandato presidencial começa em 10 de janeiro e a oposição exige que seja cumprida a norma que estabelece que uma junta médica deve decidir se Chávez tem condições de assumir ou se novas eleições devem ser convocadas.

(Reportagem de Diego Oré e Mario Naranjo)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZSEMPOSSE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.