Chávez pede retirada das Farc de lista de grupos terroristas

O presidente venezuelano, Hugo Chávez,pediu na sexta-feira à Colômbia e ao mundo que retirem aclassificação de "terroristas" dos grupos guerrilheiros Farc eELN, um dia depois de conseguir a libertação de duas refénspelo maior grupo rebelde colombiano. O presidente disse estar disposto a retomar o diálogo comseu colega colombiano, Alvaro Uribe, para tratar de impulsionarum processo de paz nesse país, após as relações bilateraispassarem por sua pior crise recente quando Bogotá retirouChávez do processo de negociação com as Farc, em novembro. "Senhor presidente da Colômbia, quero retomar com você odiálogo, mas em um novo nível. Peço-lhe que comecemosreconhecendo as Farc e o ELN como forças insurgentes daColômbia e não como grupos terroristas e assim peço aosgovernos deste continente e ao mundo", disse Chávez. (Reportagem de Enrique Andrés Pretel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.