Chávez prorroga por 90 dias estado de emergência por chuvas

Chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, disse que medida permitirá destinar recursos extraordinários ao Distrito Capital, onde fica Caracas

Efe,

18 de maio de 2011 | 00h41

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, decidiu nesta terça-feira, 18, prorrogar por outros 90 dias o estado de emergência em oito dos 27 estados do país afetados pelas persistentes chuvas que começaram no fim do ano passado.

 

O chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, disse que a medida permitirá destinar recursos extraordinários ao Distrito Capital, onde fica Caracas, e aos estados Vargas, Miranda, Zulia, Falcon, Mérida, Trujillo e Nueva Esparta.

 

"Vamos seguir atendendo de maneira especial toda esta região, fazendo os investimentos que o presidente aprovou para a recuperação das vias de acesso, reconstrução de casas e atenção aos abrigos", disse Maduro aos jornalistas.

 

Em novembro e dezembro, as chuvas deixaram 38 mortos e mais de 130 mil afetados, muitos dos quais continuam refugiados em dependências militares e governamentais, incluindo o palácio presidencial de Miraflores.

 

Nos últimos dias as chuvas retornaram com força e atingiram casas, estradas e plantações nessas e em outras zonas, a maior parte da região norte e central do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.