Reuters/ Palácio de Miraflores
Reuters/ Palácio de Miraflores

Chávez responderá críticas de Uribe a direitos humanos com 'nota breve'

Oito colombianos foram detidos na Venezuela sob acusação de serem espiões

08 de abril de 2010 | 22h58

Efe

 

CARACAS- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse nesta quinta-feira, 8, que o governo responderá de imediato com uma nota "lacônica, mas firme" ao governante colombiano, Álvaro Uribe, que pediu que os direitos humanos dos cidadãos da Colômbia que vivem na Venezuela sejam respeitados.

 

Chávez fez o anúncio durante uma conexão da TV estatal venezuelana com o Palácio de Miraflores, sede do governo.

 

O presidente afirmou que preferia não comentar o assunto para que não seja interpretado como uma interferência na campanha eleitoral colombiana, e declarou que o Ministério de Relações Exteriores enviará a resposta a Uribe por meio de uma nota.

 

Uribe disse em uma coletiva de imprensa ao final do Fórum Econômico Mundial (FEM) Latinoamérica 2010 que "é nossa obrigação, como a de todo o país, preocupar-se com seus cidadãos que vivem além de suas fronteiras".

 

O ministro venezuelano do Interior, Tarek El Aissami, revelou em 6 de abril que no final de março oito colombianos foram presos sob acusação de espionarem instalações elétricas para posteriormente sabotá-las.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.