Chávez vence eleição parlamentar, oposição sai fortalecida

Partidários do presidente venezuelano, Hugo Chávez, conquistaram maioria nas eleições para o Parlamento, no domingo, mas a oposição superou a expectativa ao obter por volta de um terço das cadeiras, conseguindo assim limitar o poder presidencial e impulsionar sua meta de impedir a reeleição dele em 2012.

REUTERS

27 de setembro de 2010 | 07h56

Segundo as autoridades eleitorais, o governista Partido Socialista obteve 94 das 165 cadeiras da Assembleia Nacional. No entanto, a oposição superou Chávez em quantidade de votos no país.

Embora não tenha obtido a maioria dos assentos na Assembleia Nacional, a coligação oposicionista Unidade Democrática afirmou ter conquistado mais votos.

"Nós somos a maioria", cantavam partidários da oposição depois do anúncio dos resultados nas primeiras horas desta segunda-feira.

Depois de anos de derrotas e erros, os oposicionistas vão agora concentrar-se na em destituir, na eleição presidencial daqui a dois anos, o homem que consideram um autocrata. Eles usarão o Parlamento como plataforma para divulgar sua mensagem.

Chávez agora precisará do apoio da oposição para ter os dois terços de votos necessários para votar legislação importante ou indicações para importantes instituições, como a Suprema Corte.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAELEICAOASSEMBLEIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.