Chávez volta à Venezuela após cirurgia em Cuba

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou na sexta-feira a volta ao seu país, depois de se submeter em Cuba a uma cirurgia para a remoção de um tumor.

REUTERS

16 de março de 2012 | 20h08

Embora o regresso reafirme a liderança de Chávez no país, a radioterapia à qual ele deverá se submeter gera dúvidas sobre sua capacidade física para enfrentar a campanha com vistas à eleição de outubro, em que ele buscará um novo mandato.

Contra um candidato unificado da oposição, Henrique Capriles, Chávez deve enfrentar sua maior batalha eleitoral desde que chegou ao poder, 13 anos atrás.

"Estamos decolando agora mesmo do Aeroporto Internacional José Martí, rumo ao sul, rumando para a pátria! Graças a Deus", disse Chávez, de 57 anos, pelo Twitter.

Em junho, médicos cubanos haviam retirado um abscesso pélvico e um tumor maligno de Chávez, que meses depois voltou a precisar de tratamento.

"Almoçamos com Fidel (Castro, ex-presidente cubano e padrinho político de Chávez). Ele mandou um gigantesco abraço a todo o povo venezuelano", afirmou o presidente.

Pouco se sabe sobre o câncer que acometeu Chávez, mas especialistas dizem que a radioterapia que será necessária pode desgastar muito o paciente. Chávez, que no ano passado chegou a se declarar curado, negou que haja metástase.

As pesquisas eleitorais mostram Chávez à frente de Capriles, mas cerca de um terço do eleitorado permanece indeciso.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZVOLTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.