Chega a 105 número de casos de cólera na República Dominicana

Segundo governo, não houve mortes causadas pelo surto e maioria dos doentes já teve alta

estadão.com.br,

26 de dezembro de 2010 | 18h33

SANTO DOMINGO- Os casos de cólera na República Dominicana chegaram a 105 com a confirmação de 23 novos doentes, informou o governo à agência de notícias AFP neste domingo, 26. Não houve mortes e a maioria dos contagiados teve alta, segundo o Ministério da Saúde.

 

"Tivemos crescimento inusitado em San Juan e Azua", no sul do país, declarou o ministro da Saúde, Baustista Rojas.

 

De acordo com Rojas, dos 23 novos casos, 11 estão internados em hospitais e o restante já teve alta.

 

O funcionário garantiu que até agora a doença não provocou mortes, mas um caso está sendo examinado no sul do país. O primeiro contágio na República Dominicana foi confirmado há pouco mais de um mês.

 

A cólera apareceu pela primeira vez em outubro passado, na cidade haitiana de Mirebalais, região central do país onde a doença já fez mais de 2.500 mortos.

 

A ONU lançou recentemente uma comissão científica internacional para investigar a fonte do surto. Especula-se com insistência que a doença foi causada por soldados nepaleses da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah).

Tudo o que sabemos sobre:
cóleraRepública DominicanaHaiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.