Chegam ao Equador primeiros Super Tucanos comprados do Brasil

O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou a chegada dos dois primeiros aviões brasileiros, e apontou que seis deles ficarão em um aeroporto na província de Sucumbíos, na fronteira com a Colômbia

EFE

25 de janeiro de 2010 | 01h07

Os primeiros dois aviões Super Tucano, de uma frota de 24, comprados da Embraer, chegaram neste domingo ao Equador, informou a televisão local "Ecuavisa".

 

Segundo a estação de televisão, as duas aeronaves chegaram à base aérea de Manta, na província de Manabí, no oeste do país.

 

O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou a chegada dos dois primeiros aviões brasileiros, e apontou que seis deles ficarão em um aeroporto na província de Sucumbíos, na fronteira com a Colômbia.

 

Na segunda-feira passada, o comandante da Força Aérea Equatoriana (FAÉ), Rodrigo Bohórquez, lembrou que o plano de compra do Brasil inclui a aquisição de 24 aeronaves.

 

Ao referir-se ao uso que será feito dos aviões, assinalou que antes a FAE tinha aviões A37 e Strikemaster, e "os Tucanos os substituirão no treinamento de nosso pessoal na aviação subsônica de combate".

 

Sobre os aviões novos, ele disse que a Embraer fornecerá equipamentos. "Mas existe a probabilidade que nós, no futuro, começarmos a fabricar e fazer partes e peças, o que antes não podíamos fazer com outros contratos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.