Chinchilla, a primeira mulher eleita presidente da Costa Rica

estadao.com.br,

08 de fevereiro de 2010 | 19h38

Foto: Gabriela Téllez/Efe

 

Laura Chinchilla Miranda nasceu em 28 de março de 1959, na cidade de São José. É casada desde 2000 com o advogado espanhol José María Rico, seu segundo marido. Estudou Ciência Política em San José e aprofundou os seus estudos em Segurança Pública na Universidade de Georgetown (EUA).

 

Veja também:

linkCosta Rica elege primeira mulher presidente do país

linkLaura Chinchilla promete diálogo aberto na Costa Rica

 

Foi ministra da pasta de Justiça entre 1994 e 1996 e deputada entre 2002 e 2006. No segundo mandato de Óscar Arias assumiu a vice-presidência, cargo que só abandonou quando anunciou a candidatura à presidência, em outubro do ano passado.

 

Com perfil político associado à ideologia de esquerda e ligada a movimentos religiosos, Chinchilla tem posições conservadoras sobre temas como aborto e reconhecimento de união civil entre pessoas do mesmo sexo.

 

Recebeu o apoio de Óscar Arias Sánchez, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1987 por sua atuação pela busca de um acordo durante o conflito entre Nicarágua e El Salvador.

 

Laura Chinchilla fez campanha prometendo diálogo, segurança, desenvolvimento social e independência. Assumiu também o compromisso de priorizar o combate ao narcotráfico e à Previdência pública com foco nos aposentados e idosos.

Tudo o que sabemos sobre:
Costa RicaLaura Chinchilla

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.