Chuvas deixaram 26 mortos na Costa Rica

Nove pessoas estão desaparecidas no país; quase três mil ainda dormem em albergues

AP,

09 de novembro de 2010 | 19h49

Socorristas e voluntários procuram por vítimas de deslizamento em 05 de novembro

 

SAN JOSÉ- As chuvas causadas pela tempestade tropical "Tomás" afetaram todo o território da Costa Rica e deixaram 26 pessoas mortas, quase todas soterradas por um deslizamento, e há nove desaparecidos.

 

Em uma coletiva de imprensa, a presidente do país, Laura Chinchilla, informou um balanço do fenômeno, com 4.897 pessoas diretamente afetadas, das quais 2.852 permanecem em albergues.

 

Cerca de 2.540 residências tiveram danos graves. Chinchilla, no entanto, ressaltou que o governo "ainda não tem um dado exato de perdas totais porque por exemplo ainda não são recolhidas informações em zonas do Pacífico Central''.

 

A embaixada dos Estados Unidos informou em um comunicado que aterrissou na noite de segunda um avião com suprimentos avaliados em US$ 100.000, entre artigos para higiene pessoal, recipientes para água e rolos de plástico para a Comissão Nacional de Emergências (CNE).

 

Além disso, a embaixadora Anne S. Andrew autorizou a entrega de US$ 50.000 ao governo local. A quantia será destinada para a compra de cobertores, geradores elétricos, combustível e aluguel de helicópteros para que as áreas de risco sejam evacuadas com rapidez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.