Daniel Aguilar/Reuters
Daniel Aguilar/Reuters

Chuvas fortes matam seis pessoas no México

Cinco menores foram arrastados por correnteza de rio; jovem foi soterrada por deslizamento

Associated Press,

04 de fevereiro de 2010 | 20h30

Cinco menores de idade e uma jovem morreram nas últimas 24 horas, em consequência das chuvas incomuns que têm afetado vários estados do México, informaram nesta quinta-feira, 04, autoridades estatais.

 

No estado ocidental de Michoacán, três crianças de 2, 6 e 8 anos morreram afogadas na quarta-feira, após serem arrastadas pela correnteza de um rio na cidade Angangueo, informou à imprensa o diretor de Proteção Civil estatal, Pedro Carlos Mandujano.

 

A Procuradoria de Justiça de Michoacán reportou mais tarde que uma jovem de 19 anos morreu nesta quinta na cidade de Zitácuaro, quando uma montanha deslizou sobre sua casa.

 

Michoacán, a mais de 200 km a oeste da Cidade do México, é um dos estados mas afetados pelas fortes chuvas que inundaram numerosas casas na região, onde foram registradas as mortes das três crianças.

 

Outros dois menores, de 12 e 14 anos, também morreram afogados na quarta ao serem arrastados pela correnteza de um rio quando tentavam o atravessar, na comunidade de Tajabán, em Guanajuato, capital do estado central do mesmo nome, a 275 km da Cidade do México.

 

Autoridades afirmaram que precipitações como as registradas desde terça-feira nos estados do centro do país são atípicas para o mês de fevereiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicochuvascorrentezadeslizamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.