Chuvas torrenciais deixam ao menos 25 mortos na Argentina

Pelo menos 25 pessoas morreram na capital da província de Buenos Aires e seus arredores depois de chuvas torrenciais que deixaram centenas de desabrigados, disse o governador do distrito nesta quarta-feira.

Reuters

03 de abril de 2013 | 14h32

A tempestade, uma das mais fortes já registradas na região, deixou pelo menos cinco pessoas mortas na terça-feira em sua passagem pela cidade de Buenos Aires.

"No momento, podemos confirmar ao menos 25 mortes. (Os corpos) foram, infelizmente, aparecendo conforme a água baixava", disse a repórteres o governador de Buenos Aires, Daniel Scioli.

A imprensa argentina informou que caiu entre 300 e 400 milímetros de chuva em apenas duas horas durante a tarde de domingo, inundando ruas e casas em La Plata, capital da província.

"É um desastre climático único na história da cidade de La Plata", disse a repórteres o ministro da Justiça e Segurança do distrito, Ricardo Casal.

Dezenas de pessoas tiveram de ficar por horas sobre os telhados de suas casas à espera do resgate, conforme a água arrastava todos os veículos em seu caminho.

"A tarefa mais difícil foi à noite, quando a água atingiu níveis muito elevados na madrugada e não havia possibilidade de sobrevoar ou oferecer auxílio aéreo", explicou Casal, acrescentando que havia cerca de 1.500 desabrigados.

La Plata está localizada a cerca de 60 quilômetros ao sul da cidade de Buenos Aires.

(Reportagem de Alejandro Lifschitz)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINACHUVAMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.