Cirurgia de Cristina Kirchner foi um sucesso, diz Casa Rosada

Presidente está acordada e passa bem após operação para retirada de tumor da tireoide

Marina Guimarães - Agência Estado

04 de janeiro de 2012 | 13h36

BUENOS AIRES - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, está bem após ter sido submetida a uma cirurgia, que durou cerca de três horas e meia horas na manhã desta quara, 4, para retirada de um câncer no lóbulo superior da glândula tireoide, de acordo com o porta-voz da Presidência, Alfredo Scoccimarro. "A unidade médica presidencial comunica que a cirurgia se realizou sem nenhum inconveniente, nem complicações", disse Scoccimarro.

 

Veja também:

linkDoenças de presidentes são 'assunto de Estado'

 

A nota oficial afirma que foi retirada toda a glândula tireoide. Informa também que a presidente está acordada e reage bem. Cristina receberá os cuidados pós-operatórios no apartamento da ala de cuidados gerais, sem necessidade de terapia intensiva. O boletim confirma que a presidente permanecerá internada durante as próximas 72 horas e ficará de repouso até o dia 24 deste mês. Um novo boletim médico será divulgado ao meio-dia da quinta.

 

Ao tomar conhecimento do boletim, argentinos que estão acampados na entrada do hospital comemoraram com aplausos e cantos.

 

Na semana passada o governo argentino anunciou o diagnóstico de um carcinoma, detectado durante exames de rotina pouco antes do Natal. Médicos disseram na ocasião que a presidente, de 58 anos, tinha uma chance de cura superior a 90 por cento.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.