Clinton e premiê do Haiti irão liderar comissão para reconstruir o país

Comitê se reunirá nesta quarta em NY para arrecadar US$ 3,8 bilhões em ajuda ao país caribenho

30 de março de 2010 | 22h22

Associated Press

 

PORTO PRÍNCIPE- O ex-presidente Bill Clinton será o co-líder de um comitê que doará ao menos US$ 3,8 bilhões ao Haiti em ajuda após o terremoto, afirmou o primeiro-ministro haitiano Jean-Max Bellerive nesta terça-feira, 30.

 

Clinton se juntará a Bellerive na Comissão para a Recuperação Haitiana, que coordenará e doará o valor. Os dois líderes estão em Nova York para uma conferência que ocorrerá na sede da ONU na cidade na quarta-feira, na qual a quantia será pedida.

 

O ex-governante foi incumbido do trabalho no começo desta semana, segundo o premiê haitiano. A comissão que os dois lideram terá de trabalhar por cerca de 18 meses. Clinton, que como enviado especial da ONU ao Haiti visitou o país três vezes após o tremor, passará muito mais tempo no país caribenho devido a sua nova tarefa.

 

Em um comunicado, o ex-presidente se disse "lisonjeado por ter sido convidado pelo presidente René Préval (a integrar a comissão)."

 

Além de Clinton e Bellerive, o comitê é integrado por legisladores haitianos, autoridades locais, representantes do governo e do empresariado local e um delegado do bloco caribenho.

 

A comissão também terá um representante de cada país doador que pedirá ao menos US$ 100 milhões de redução da dívida haitiana.

Tudo o que sabemos sobre:
ajudaterremotoHaitiBill Clinton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.