Reuters
Reuters

Clinton viaja amanhã ao Haiti para entregar ajuda humanitária

Como enviado especial da ONU, me sinto com uma profunda obrigação em relação aos haitianos, disse Clinton

EFE

17 de janeiro de 2010 | 20h34

O ex-presidente dos Estados Unidos e enviado especial da ONU para o Haiti, Bill Clinton, informou hoje que amanhã viajará para o país caribenho junto com uma grande carga de ajuda humanitária para os afetados pelo terremoto de terça-feira.

 

"Como enviado especial da ONU para o Haiti, me sinto com uma profunda obrigação em relação aos haitianos", disse Clinton.

 

O ex-presidente levará ao Haiti água, alimentos, material médico, lanternas movidas a energia solar, rádios portáteis e geradores, diz a Clinton Foundation por meio de um comunicado de imprensa divulgado em Nova York.

 

Clinton se reunirá com o presidente haitiano, René Préval, e com outros membros de seu Governo, assim como com representantes de outros países ali presentes para analisar os próximos passos nos trabalhos de ajuda.

 

O ex-presidente americano disse que sua reunião com Préval procura "garantir que nossa resposta continue sendo dada de maneira coordenada e efetiva".

 

O enviado especial da ONU para o Haiti também se reunirá com funcionários das organizações humanitárias e voluntários.

 

No sábado, o presidente dos EUA, Barack Obama, convidou Clinton e o também ex-presidente americano George W. Bush a dirigir uma

campanha de arrecadação de fundos em favor do Haiti, em iniciativa que ganhou o nome de fundo Clinton-Bush.

 

Clinton visitou o Haiti em março de 2009 junto com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, liderando uma delegação que então buscava impulsionar a assistência ao país depois da passagem

dos devastadores furacões de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.