Jose Miguel Gomez/Reuters
Jose Miguel Gomez/Reuters

Colômbia abandona pacto que reconhece jurisdição de corte da ONU

Corte Internacional de Justiça havia decidido pela soberania da Nicarágua sobre águas que Bogotá considera suas

Reuters

28 de novembro de 2012 | 14h55

BOGOTÁ - A Colômbia abandonou um tratado que reconhece a jurisdição da Corte Internacional de Justiça, depois que a entidade decidiu pela soberania da Nicarágua sobre águas - ricas em recursos - que a Colômbia considera suas, disse o presidente Juan Manuel Santos na quarta-feira.

A corte da Organização das Nações Unidas (ONU), com sede em Haia, determinou na semana passada que um conglomerado de ilhas disputadas no oeste do Caribe pertence à Colômbia, e não à Nicarágua, mas desenhou uma linha de demarcação em favor da Nicarágua em águas próximas.

A decisão, que reduz a extensão de mar pertencente à Colômbia, desencadeou uma disputa em Bogotá para ver como derrubar o veredicto e evitar um conflito com o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, que disse ter enviado embarcações para a área. "Este é o momento para unidade nacional. Este é o momento em que o país tem de se unir", afirmou Santos.

O tratado de 1948, conhecido como Pacto de Bogotá, reconhece as decisões da CIJ para encontrar soluções pacíficas aos conflitos dos signatários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.