Colômbia continuará prudente nas relações com a Venezuela

Reunião entre o presidente e consultores de relações exteriores foi retratada em comunicado à imprensa

Associated Press

06 de dezembro de 2007 | 04h06

A presidência da Colômbia emitiu um comunicado na quarta-feira, 5, à noite, no qual a Comissão de Relações Exteriores recomenda manter um trato de "integração" com a Venezuela.   O governo disse que os consultores de relações exteriores analisaram o estado atual das relações com a Venezuela e expressaram "seu respaldo e solidariedade" ao presidente Uribe nas "tratativas com a República Bolivariana da Venezuela".   Manifestaram ao presidente "a necessidade de dar a mais alta prioridade às relações de integração, e confia em sua completa normalização, em um clima de mútuo respeito, amizade e cooperação", detalhou o comunicado.   No comunicado à imprensa foram retratadas quase seis horas de reunião entre o presidente Alvaro Uribe com os ex-presidentes Belisario Betancur, César Gaviria, Ernesto Samper e Andrés Pastrana; o vice-presidente Francisco Santos; o chanceler Fernando Araujo, assim como os ministros de Relações Exteriores Maria Araujo, assim como os ex-ministros de Relações Exteriores Maria Emma Mejía e Noemi Sanín, entre outros membros da Comissão.   Troca de reféns   A diplomacia entre as duas nações foi afetada há duas semanas quando o presidente colombiano cancelou a mediação de seu colega venezuelano Hugo Chávez frente o grupo de guerrilheiros Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), com que ele buscava abrir uma porta de intercâmbio humanitário de reféns que estão em poder dessa organização e guerrilheiros em prisões colombianas.   A Colômbia argumentou que havia solicitado ao mandatário venezuelano não ter nenhum tipo de aproximação com os militares desse país, para evitar maus entendidos institucionais.

Tudo o que sabemos sobre:
BOGOTÁVenezuelarelações exteriores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.