Colômbia e Equador avançam no diálogo na OEA

A Colômbia e o Equador "avançarambastante" no restabelecimento das relações, graças ao diálogomediado pela Organização dos Estados Americanos (OEA), o que jápermitiu a retomada do vínculo no nível de encarregados denegócios, disse um funcionário colombiano na terça-feira. Quito rompeu relações com Bogotá em março, quando forçascolombianas atacaram um acampamento da guerrilha Farc emterritório equatoriano, desatando uma grave crise diplomática. O vice-chanceler colombiano Camilo Reyes disse ao chegarpara um encontro com seu colega equatoriano que "não faltamuito" para a retomada plena das relações. "Já avançamosbastante", disse. Uma fonte diplomática disse que o encontro de terça-feiraem Washington, o quarto entre os vice-chanceleres no âmbito daOEA, visa detalhar como ocorrerá a cooperação militar nafronteira, além de temas judiciais. Reyes disse que os vice-chanceleres darão "maisinstitucionalidade" às decisões tomadas pelos comandantesmilitares dos dois países, recentemente reunidos no Panamá. Já o equatoriano José Valencia declarou a jornalistas numintervalo do encontro que o assunto continua "difícil". O encontro na sede da OEA começou às 9h30 (hora deWashington; 10h30 em Brasília), e ao final da tarde ainda nãotinha hora para acabar. Uma fonte colombiana disse que durante a tarde seriaabordado o polêmico tema da indenização que o governoequatoriano reivindica por conta do ataque às Farc. (Reportagem de Adriana Garcia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.