Colômbia e Equador retomam laços diplomáticos

A Colômbia e o Equador concordaramem retomar relações diplomáticas em baixo escalão por meio deum acordo patrocinado pelo ex-presidente norte-americano JimmyCarter, afirmou na sexta-feira o Centro Carter, com sede emAtlanta. As relações entre os dois países serão retomadas no nívelde encarregado de negócios, segundo o centro. O Equador cortouseus laços diplomáticos com a Colômbia depois de o Exércitodeste país ter entrado em território equatoriano para atacaruma acampamento da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias daColômbia (Farc), em março. O governo colombiano acusou o país vizinho de dar abrigoaos rebeldes da Colômbia, uma acusação rechaçada pelo Equador. Carter, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2002, vemcolaborando com o Programa de Desenvolvimento da Organizaçãodas Nações Unidas (ONU) a fim de dar apoio a um grupo dediálogo formado por cidadãos dos dois países com vistas amelhorar as relações bilaterais, disse o Centro Carter em umcomunicado. "Carter também entrou em contato com cada um dospresidentes a fim de avaliar a possibilidade de retomar asrelações diplomáticas entre os dois países imediatamente e sema imposição de precondições", afirmou o comunicado. "Hoje (sexta-feira), os dois presidentes confirmaram seudesejo de realizar isso imediatamente por meio de seusrespectivos Ministérios das Relações Exteriores." O presidente colombiano, Alvaro Uribe, divulgou umcomunicado na sexta-feira afirmando estar pronto para retomaras relações diplomáticas com o Equador imediatamente. Não houveainda uma manifestação do governo equatoriano a respeito. (Reportagem adicional de Hugh Bronstein em Bogotá) REUTERS FE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.