Colômbia e Venezuela acordam reforçar cooperação antidrogas

Colômbia é a maior produtora mundial de cocaína; Venezuela é rota de tráfico

Reuters,

07 de outubro de 2010 | 23h13

BOGOTÁ- Colômbia e Venezuela acordaram nesta quinta-feira, 7, revisar um acordo antidrogas, para melhorar os resultados na luta contra o narcotráfico e incentivar a integração comercial e social entre os países, com obras de infraestrutura na fronteira binacional.

 

A chanceler colombiana, Maria Angela Holguín, presidiu com seu colega venezuelano, Nicolás Maduro, uma reunião de alto nível na cidade de Cúcuta, capital de Norte de Santander, à qual também compareceram ministros e representantes dos setores de energia, obras, defesa e cultura.

 

"A conclusão na qual chegamos é a negociação de um instrumento para atualizar o acordo que já existe entre os dois países desde o ano de 1994, para assim reforçar toda a cooperação antinarcóticos entre os dois países," disse Holguín em uma coletiva de imprensa.

 

Será realizada em Cartagena, segundo a diplomata, uma reunião de alto nível entre as autoridades militares e policiais dos países para concretizar a nova estratégia antidrogas binacional.

 

Enquanto a Colômbia é considerada a primeira produtora mundial de cocaína, com 400 toneladas anuais, a Venezuela se converteu em um dos principais países de tráfico da droga, principalmente até os Estados Unidos e Europa.

 

Os dois países compartem uma fronteira de 2.219 km de extensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.