Colômbia frustra suposto atentado das Farc

Escola de aviação seria o alvo de 250 quilos de explosivos em caminhão

Efe

14 de julho de 2009 | 02h08

As autoridades colombianas frustraram hoje um suposto atentado das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) contra uma escola de aviação no sudoeste do país após desativar um caminhão-bomba carregado com 250 quilos de explosivos, informaram fontes oficiais.

 

O veículo foi localizado a cerca de dez quilômetros do perímetro urbano de Jamundí, no departamento (estado) colombiano de Valle del Cauca, explicou a jornalistas o comandante da Polícia da cidade de Cali, general Gustavo Adolfo Ricaurte.

 

"Nós presumimos que este era o caminhão que procurávamos e que seria jogado contra a Escola Militar de Aviação Marco Fidel Suárez", declarou Ricaurte, ao acrescentar que as autoridades desenvolviam trabalhos de inteligência há quatro meses.

 

Os explosivos supostamente pertenciam à frente Manuel Cepeda, uma facção das Farc. O motorista do veículo e seu ajudante foram detidos na operação.

 

A apreensão ocorre a uma semana da celebração do dia da independência da Colômbia, em 20 de julho, data na qual as Farc costumam realizar ações terroristas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.