Colômbia manifesta desejo de que Honduras seja reintegrada à OEA

País foi suspenso após golpe que derrubou o ex-presidente Manuel Zelaya do poder em 2009

Efe,

15 de maio de 2011 | 01h43

ASSUNÇÃO - A Ministra de Relações Exteriores da Colômbia, María Ángela Holguín, expressou o desejo de que Honduras volte à Organização dos Estados Americanos (OEA) antes da Assembleia Geral do organismo, que será realizada em junho, em El Salvador. Ela fez a afirmação em entrevista coletiva em Assunção neste sábado, 14, onde participou dos festejos do Bicentenário da Independência do Paraguai.

 

Colômbia e Venezuela são mediadores perante a OEA para tentar conseguir o levantamento da suspensão a Honduras, imposta porque o ex-presidente Manuel Zelaya não foi reintegrado em seu cargo após ser derrubado no dia 28 de junho de 2009.

 

A chanceler colombiana deu detalhes sobre essa mediação a seu colega paraguaio, Jorge Lara Castro, com quem também realizou neste sábado um repasse da agenda bilateral na sede da Chancelaria nesta capital.

 

María disse que antes de retornar a seu país falará sobre o assunto em Assunção com o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, que liderou a comitiva de seu país nos festejos pátrios do Paraguai.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaVenezuelaHondurasOEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.