Colômbia mostra cautela antes de reunião de Chávez e Santos

Para ministra, encontro desta terça deve ser começo de diálogo claro e transparente

estadão.com.br

10 de agosto de 2010 | 11h12

A ministra de Relações Exteriores da Colômbia, María Angela Holguín, disse nesta terça-feira, 10, ter um otimismo moderado sobre uma possível retomada das relações diplomáticas com a Venezuela, rompidas desde 22 de julho. O presidente colombiano Juan Manuel Santos se encontra hoje em Santa Marta com o colega venezuelano, Hugo Chávez.

Veja também:

mais imagens Galeria: provas mostradas pela Colômbia na OEA

lista Histórico de tensões entre os dois países

"Temos uma expectativa otimista, mas moderada. Esperamos o começo de um diálogo claro e transparente que deve ser permanente, porque não podemos continuar com essas variações. Trabalhamos muito para que esta reunião seja positiva", disse a chanceler à rádio Caracol, de Bogotá, segundo a agência France Presse.

A Venezuela rompeu as relações diplomáticas com a Colômbia após o governo do ex-presidente Alvaro Uribe denunciar na Organização dos Estados Americanos (OEA) a presença de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) no país vizinho.

Os dois presidentes se reúnem após a posse de Santos colaborar com o arrefecimento da crise. Após se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o secretário-geral da União das Nações sul-americanas (Unasul), Chávez mandou seu chanceler, Nicolas Maduro, para a cerimônia no sábado.

 

Em seu primeiro pronunciamento como presidente, Santos disse que pretende ser antes diplomata do que soldado, o que foi bem visto do lado venezuelano. No domingo, as chancelarias dos dois países acertaram o encontro.

 

"Será importante uma reunião entre os dois presidentes", acrescentou a chanceler. Segundo ela, Chávez e Santos tratarão de assuntos como a dívida venezuelana com exportadores colombianos, segurança da fronteira e obras de infraestrutura.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaVenezuelaFarcSantosChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.