Colômbia oferece recompensa por cadáver de líder das Farc

O Exército da Colômbia ofereceu naterça-feira uma recompensa por informações que permitamlocalizar o cadáver do chefe máximo e fundador da maiorguerrilha esquerdista do país, Manuel Marulanda, que morreu em26 de março supostamente por um enfarte. "Indiscutivelmente que se converte em um objetivo para nós(o cadáver), em uma tarefa", disse o comandante do Exército,general Mario Montoya. "Estamos precisamente com as tropas na área, já receberaminstrução do Comando Geral para oferecer uma recompensa, umpagamento de uma informação à pessoa que nos leve e nos indiqueonde foi enterrado, seria importantíssimo para nós podermosfazer o reconhecimento desse cadáver", afirmou. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia admitiram nodomingo a morte do seu líder, de 78 anos. Mas as Forças Armadas da Colômbia não descartam apossibilidade de que Marulanda tenha morrido nos intensosbombardeios realizados desde o fim de fevereiro até o começo deabril em uma extensa área de selva e montanhas no sul do país. (Reportagem de Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.