Colômbia prende traficante procurado pelos EUA

Washington diz que La iguana lidera organização que fornece grande quantidade de cocaína para o país

Efe,

25 de junho de 2008 | 12h21

As autoridades colombianas detiveram o traficante de drogas Jorge Ivan Urdinola, conhecido como La iguana, chefe de uma organização acusada de enviar "grandes quantidades" de cocaína aos Estados Unidos, cuja Justiça pede a extradição do criminoso. O comandante da terceira divisão do Exército, general Justo Eliceo Peña, disse a jornalistas que a captura foi realizada pelos militares sob seu comando e por membros da Procuradoria no município de Zarzal (oeste), departamento de Valle del Cauca. "Era realizada uma grande atividade de inteligência e se obteve a informação da localização, e o Exército e a Procuradoria chegaram à casa em Zarzal, onde estava, e o capturaram", disse o oficial. Ele lembrou que La iguana era o chefe da facção conhecida como "Los Machos", braço armado de Diego Montoya, "Don Diego", o qual foi detido. O traficante preso nesta quarta era encarregado dos laboratórios de produção de narcóticos no departamento de Chocó (oeste). Urdinola é acusado pelos EUA pelo envio de "grandes quantidades" de cocaína ao país e era uma das figuras mais conhecidas do cartel do Norte del Valle após a captura dos principais chefes dessa organização. Jorge Ivan Urdinola é descendente da família Urdinola Grajales, a qual usava os contatos com o tráfico para transportar droga até o porto de Buenaventura, no Pacífico colombiano. La iguana foi levado a Bogotá e depois será levado à prisão de Cómbita (centro), no departamento de Boyacá, onde se encontra a maioria das pessoas presas que enfrentam processos de extradição aos Estados Unidos.

Mais conteúdo sobre:
ColômbiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.