Colômbia reitera vontade de restabelecer laços com Equador

Rompimento de relações entre Bogotá e Quito está prestes a completar duas semanas

Efe,

20 de fevereiro de 2009 | 03h14

O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, reiterou na quinta-feira, 19, a vontade do governo de restabelecer relações diplomáticas com o Equador e reconheceu que, apesar da ausência desse laço, "uma agenda de trabalho importante" vem se desenvolvendo. A cerca de duas semanas de se completar um ano do rompimento de relações entre Bogotá e Quito, Bermúdez disse que o assunto bilateral "tem que ser conduzido com prudência e discrição nas declarações públicas". Em 3 de março de 2008, o presidente equatoriano, Rafael Correa, rompeu relações com o país vizinho após o bombardeio de militares colombianos contra uma base ilegal das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) localizada no Equador. "O que queremos é seguir trabalhando para normalizar as relações", destacou o ministro colombiano. O chanceler Bermúdez lembrou que apesar de no momento não haver relações diplomáticas entre os dois países, há temas que seguem sendo trabalhados ativamente, como o de fronteiras, a troca cultural e o comércio.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorColômbiadiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.