Colômbia resgata 36 náufragos no Pacífico

Um dos motores da embarcação pifou e navio ficou à deriva por quatro horas

27 de abril de 2010 | 22h12

Efe

 

BOGOTÁ- A Armada Nacional da Colômbia retirou uma menina venezuelana que estava sofrendo problemas de saúde de um cruzeiro que navegava pelo mar do Caribe, enquanto outra unidade resgatou 36 pessoas que estavam à deriva no Pacífico, informaram nesta terça-feira, 26, fontes oficiais.

 

Um comunicado de imprensa da instituição indicou que a menor teve uma convulsão enquanto estava no cruzeiro Ocean Dream, que navegava pelo Caribe colombiano.

 

Um rebocador da empresa de carvão e minério Cerrejón e unidades da Armada colombiana participaram na operação.

 

Outra unidade da Armada resgatou com vida 36 pessoas que estavam à deriva em uma embarcação que teve um de seus motores enguiçado em águas do Pacífico.

 

O Escritório de Imprensa da Força Naval do Pacífico detalhou que o resgate foi feito no setor de Punta San Antonio, após os tripulantes da embarcação de patrulha "ARC Cabo Corrientes" detectarem a presença de uma embarcação de passageiros sem autonomia.

 

O navio, chamado Pacífico Expreso, partiu do município de Guapi com destino ao porto de Buenaventura, mas no meio do trajeto apresentou falhas em um de seus motores, situação que o afetou por cerca de quatro horas.

 

Após ser assistida, a embarcação recuperou o motor e reiniciou sua travessia até Buenaventura, onde os passageiros receberão atenção médica preventiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.