Com morte de Chávez, Fidel diz que Cuba perdeu seu melhor amigo

O ex-líder cubano Fidel Castro elogiou nesta segunda-feira o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a quem chamou de defensor dos pobres, e disse que os cubanos perderam o melhor amigo que já tiveram, em seus primeiros comentários sobre a morte do aliado socialista, na semana passada.

Reuters

11 de março de 2013 | 11h14

Fidel afirmou que a notícia, embora já esperada, havia sido um duro golpe.

"No dia 5 de março, nas primeiras horas da tarde, morreu o melhor amigo que o povo cubano teve em sua história", escreveu Fidel, em uma coluna publicada no jornal Granma, do Partido Comunista.

"Temos a honra de ter compartilhado com o líder bolivariano os mesmos ideais de justiça social e de apoio aos explorados", disse Fidel, de 86 anos, que liderou a revolução cubana de 1959, governou o país por 49 anos e ainda desempenha um papel importante nos bastidores.

"Os pobres são os pobres em qualquer parte do mundo", disse.

Durante os anos de Chávez no poder, ele e Fidel forjaram uma estreita relação pessoal e política, que resultou na extensa ajuda venezuelana à ilha comunista e uma estratégia comum para a promoção da unidade latino-americana contra a influência dos EUA na região.

Chávez ajudou a resgatar Cuba em tempos de desespero econômico que se seguiram ao colapso da União Soviética, em 1991, seu antigo principal aliado, ao fornecer dois terços do petróleo cubano em um acordo de troca pelos serviços de profissionais cubanos, a maioria médicos e enfermeiros.

Eles também assinaram uma série de joint-ventures tendo em vista a integração das economias dos dois países.

O ex-líder cubano disse que recebeu um telefonema via satélite notificando-o do que chamou de "a notícia amarga".

Raúl Castro, que sucedeu seu irmão mais velho como o presidente de Cuba, representou Cuba no funeral de Chávez, na sexta-feira.

(Reportagem de Jeff Franks)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBAFIDELLAMENTAMORTECHAVEZ*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.