Comandante da Colômbia renuncia em meio a escândalo com tráfico

O comandante da terceira brigada doExército da Colômbia, general Leonardo Gómez, renunciou em meioa um escândalo sobre o envolvimento de militares com umapoderosa organização de tráfico de drogas, informaram nestasexta-feira fontes militares. O oficial apresentou sua demissão na quinta-feira alegando"razões de honra", uma semana depois de o comandante daterceira divisão do Exército, general Hernando Pérez, ter sidoafastado do cargo pelo mesmo escândalo. A demissão também aconteceu depois de quatro oficiais doExército terem sido detidos em uma investigação por seussupostos envolvimentos com o Cartel del Norte del Valle,considerada a maior organização de tráfico de drogas do país. As investigações da Promotoria Geral revelaram que um grupode pelo menos 20 militares, incluindo os quatro detidos,formava uma rede que fazia a segurança de Diego León Montoya, o"Don Diego", um dos chefes do cartel. O traficante, por quem os Estados Unidos oferecem umarecompensa de até 5 milhões de dólares, montou um exércitoparticular para sua proteção formado em sua maioria porex-militares, a quem paga altíssimos salários. (Por Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.