Combate mata 9 militares e 30 guerrilheiros na Colômbia

Ofensiva das Farc em Corinto começou na noite da segunda; Exército e Força Aérea defendem o município

Efe,

10 Novembro 2009 | 12h45

Pelo menos nove militares da Colômbia morreram na madrugada desta terça-feira, 10, e outros quatro ficaram feridos em um ataque da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no município de Corinto, no departamento (estado) de Cauca.

 

Veja também:

especialEspecial: Por dentro das Farc

 

No ataque, teriam morrido também cerca de 30 rebeldes da guerrilha, segundo informações não oficiais citadas pela imprensa local. O coronel Luis Danilo Murcia, comandante da brigada 19 do Exército colombiano, disse a várias emissoras locais que entre os mortos há oito soldados e um suboficial.

 

A incursão das Farc em Corinto começou na noite da segunda-feira, com o lançamento de granadas por cerca de 200 rebeldes. O Exército e a Força Aérea continuam os combates na região para evitar que o município, que desde a noite da segunda-feira está sem eletricidade, seja tomado.

 

Segundo o prefeito de Corinto, Gilberto Muñoz, foi o quinto ataque do ano ao município e até agora não houve vítimas entre civis.

Mais conteúdo sobre:
Farc Colômbia narcotráfico

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.