Pedro Rosas
Pedro Rosas

Combates entre polícia e guangues deixam 19 mortos no México

Conflitos duram 3 dias na fronteira com os EUA; país latino sofre com violência causada por crime organizado

Efe,

24 de fevereiro de 2010 | 21h02

19 mortos e oito feridos é o saldo deixado por três dias de enfrentamentos entre as forças federais e gangues do narcotráfico no estado de Tamaulipas, no México, informou nesta quarta-feira, 24, o procurador local, Jaime Rodríguez.

 

A maioria dos conflitos, que também ocorreram entre grupos criminosos rivais, ocorreram de domingo a terça-feira em cidades do norte de Tamaulipas, na fronteira com os Estados Unidos.

 

Rodríguez disse que 18 dos mortos eram civis e o outro era um policial municipal. Seis agentes foram reportados como desaparecidos.

 

O procurador afirmou que, após as mortes, um conselho interinstitucional integrado por entidades de segurança federal foi formado para analisar a situação e desenhar estratégias a serem seguidas. Rodríguez não informou quais grupos fariam parte do conselho.

 

O México vive uma onda de violência causada pelo crime organizado, em particular o narcotráfico, que em três anos tirou a vida de 17 mil pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxiconarcotráficoviolênciamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.