Conflito de controladores aéreos afeta voos na Argentina

Centenas de voos estavam atrasados ou foram cancelados nesta sexta-feira na Argentina por conta de um conflito de controladores aéreos, disseram nesta sexta-feira fontes aeronáuticas.

REUTERS

11 de novembro de 2011 | 20h44

O governo emitiu uma conciliação obrigatória por 15 dias para normalizar a saída dos voos dos dois principais aeroportos de Buenos Aires, embora os controladores, que exigem melhora salarial e nas condições de trabalho, não tenham acatado imediatamente a medida.

Uma fonte da empresa operadora Aeropuertos Argentina 2000 disse que devido ao protesto foram canceladas as chegadas de 49 voos e 44 partidas no Aeroparque Jorge Newbery, no centro de Buenos Aires, enquanto que as operações internacionais no terminal de Ezeiza, a 30 quilômetros da capital, sofriam demoras.

As empresas Aerolíneas Argentinas, Austral e LAN são algumas das principais companhias que operam no país e cujos serviços foram afetados pelo protesto.

(Reportagem de Magdalena Morales)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINAVOOSAFETA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.