Confronto entre manifestantes na Venezuela deixa 8 feridos

Grupo chavista teria iniciado conflito; pelo menos dois estudantes foram baleados

Agências internacionais,

07 de novembro de 2007 | 19h31

Manifestantes pro-Chávez entraram em confronto no fim da tarde desta quarta-feira, 6, com estudantes que são contra a reforma constitucional na Venezuela. Os conflitos aconteceram na Universidade Central da Venezuela, em Caracas, logo após uma marcha pacífica de estudantes que pediram ao Supremo a prorrogação do referendo sobre a reforma constitucional.   Estudantes fazem nova marcha contra reforma Imagens do tiroteio e do protesto    Segundo o jornal venezuelano El Nacional, ao menos oito pessoas ficaram feridas, nenhuma delas em estado grave. Tiros haviam sido ouvidos no local. Dois dos feridos teriam sido baleados.   A briga teria começado quando os estudantes voltavam para a universidade. Segundo um professor de direito ouvido pelo periódico, um grupo de homens, supostamente chavistas, estaria aguardando na porta da instituição a chegada dos jovens. Quando estes apareceram, foram recebidos a tiros.    Associated Press Manifestante pro-Chávez aponta uma arma a estudante na Universidade Central, em Caracas

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.