Constituinte do Equador retira 50 artigos de projeto de Carta Magna

Após revisão do texto, constituintes votarão cada artigo; referendo acontece em 28 de setembro

Efe,

21 de julho de 2008 | 03h08

A Assembléia Constituinte do Equador anunciou nesta domingo, 20, a retirada de 50 artigos do projeto de Carta Magna aprovado no sábado passado, após uma primeira revisão do texto. O projeto constitucional será submetido a um referendo, que será realizado em 28 de setembro.  O presidente da Assembléia, Fernando Cordero, explicou que, após uma revisão efetuada por uma comissão especial, o texto passou a contar com 444 artigos. Cordero observou, no entanto, que não se tratou da supressão de 50 dos 494 artigos aprovados em plenário, mas da existência de repetições conceituais, integrações em outros artigos e, em alguns casos, eliminações que reduzem o texto. Além disso, pediu à população para que colabore com a tarefa de revisão do projeto constitucional, quando este for distribuído, para corrigir eventuais erros ou omissões formais que possam aparecer no documento. "Se algum cidadão encontrar, após ler, uma destas omissões notórias, entrará em contato conosco, e o plenário terá que resolver", apontou Cordero. A comissão especial de revisão trabalhará entre segunda e quarta-feira, revelou Cordero, que garantiu que, na próxima quinta-feira, os 130 constituintes votarão individualmente cada artigo do texto.

Tudo o que sabemos sobre:
ConstituiçãoCarta MagnaEquador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.